Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Doença de Parkinson, Causas, Sintomas, Tratamentos e Origem

Doença de Parkinson, Causas, Sintomas, Tratamentos e Origem
5 (100%) 6 de Votos

A doença de Parkinson é um dos piores problemas que uma pessoa idosa pode passar. Isso por que ela afeta diretamente o cérebro fazendo as pessoas perderem algumas coordenações motoras, além de outra de causar outras alterações nos pacientes.

O que é a Doença de Parkinson

A doença de Parkinson, popularmente conhecida como mal de Parkinson, é uma doença degenerativa do cérebro, ela é caracterizada pela alteração dos movimentos, ela também provoca tremor, rigidez dos músculos e desiquilíbrio.

Esta doença ocorre geralmente em pessoas acima de 65 anos, mas também pode acontecer de forma precoce em alguns casos.

Causas

Qualquer pessoa pode desenvolver a doença de parkinson. Ela surge devido à degeneração dos neurônios da substância negra do cérebro. No entanto, vários estudos tem sido realizados para tentar descobrir de forma definitiva as causadas do mal de parkinson.

No entanto, alguns fatores com histórico familiar, traumas na cabeça e a idade podem contribuir para o desenvolvimento da doença.

Sintomas

Os sintomas da doença iniciam de forma gradual e são quase imperceptíveis no com começo, e vão piorando com o passar do tempo.

Tremor

Acontece somente em repouso, ou seja, piora quando a pessoa está parada e melhora quando faz algum movimento.

Rigidez dos músculos

Acontece com a dificuldade para se movimentar, dando uma sensação de estar endurecido, impedindo atividades como caminhar, abrir os braços, subir e descer escadas.

Doença de Parkinson, Causas, Sintomas, Tratamentos e Origem

Lentidão dos movimentos

A agilidade para fazer movimentos rápidos e amplos fica comprometida, de forma que tarefa simples como abrir e fechar as mãos.

Perda do equilíbrio

Devido à dificuldade de controlar os movimentos, fica difícil se equilibrar e manter a postura, havendo grande risco de quedas.

Tratamentos

É importante destacar que a doença não tem cura, o tratamento é apenas para impedir o seu avanço. O tratamento geralmente é feito com medicamentos o mais utilizado é o Levodopa, que ajuda a repor a quantidade da dopamina, importante neurotransmissor para o controle dos movimentos.

Outros medicamentos que podem ser utilizados são Biperideno, Amantadina, Seleginina, Bromocriptina e Pramipexol, principalmente nas fases iniciais.

Com a doença de Parkinson foi descoberta

A doença foi descoberta pela a primeira vez pelo o médico James Parkinson no ano de 1817. O nome de “Parkinson” para nomear a doença foi sugerido pelo neurologista Jean-Martin Charcot para fazer uma homenagear James.

James Parkinson nasceu na cidade de Londres – Inglaterra no dia 11 de abril de 1755 e morreu em 21 de Dezembro de 1824. James foi médico, geólogo, paleontólogo e ativista politico.

Ele ficou famoso após publicar um dos seus trabalhos em 1817, “Ensaio sobre a Paralisia” este trabalhado era uma descrição de um conjunto de sintomas: lentidão, rigidez e tremor.

James Parkinson foi aprovado pela a Corporação de Londres como médico cirurgião. No entanto, além de exercer a médica ele possui interesse em outras práticas com geologia e paleontologia e política.

Ele entre os anos 1799 e 1807 publicou vários trabalhos médicos, entre eles um sobre a Gota em 1805. Além de ser responsável pelas as primeiras publicações sobre o tema da peritonite na leitura.

Além disso, ele sempre se mostrou interessado em melhorar a saúde geral e o bem-estar. E então escreveu inúmeras doutrinas médicas que expôs um zelo para a qualidade da vida das pessoas. O Dr. Jean-Martin Charcot, deu continuidade ao trabalho de James Parkinson.

Conclusão – Doença de Parkinson

Mesmo tendo uma origem interessante, infelizmente a doença de Parkinson não tem cura e ele vem afetando várias pessoas do Brasil a fora.  De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 1% da população mundial possui está doença.

  • Yum