Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Mal de Parkinson é hereditário?

Mal de Parkinson é hereditário?
Avalie este Post

 A doença de Parkinson atinge as pessoas acima dos 60 anos no Brasil mais de 200 mil pessoas são portadoras desta doença que atinge 1% da população mundial.

Ela provoca algumas alterações nos pacientes, como tremores nas mãos, inclinação do corpo para frente e lentidão dos movimentos, essas alterações são causadas pela degeneração dos neurônios.

Apesar de atingir normalmente as pessoas a partir dos 60 anos, em alguns casos ela pode atingir a partir dos 40 anos, por isso algumas pessoas tem a curiosidade de saber se o mal de Parkinson é hereditário.

Mal de Parkinson é hereditário?

O que é mal de Parkinson

É uma doença degenerativa que afeta diretamente o cérebro, provocando algumas alterações no corpo, ela se desenvolve após degeneração de uma substancia chama de dopamina, que é um neurônio responsável pelo os movimentos do corpo.

Ou seja, o Parkinson se desenvolve nas pessoas quando não existem mais a produção desta substância.  Os médicos até hoje não descobriam o que provoca a morte dos neurônios, porém eles afirmam que alguns fatores podem contribuir no seu desenvolvimento.

O mal de Parkinson é hereditário?

A doença não é hereditária, porém as pessoas que tem algum parente próximo, exemplo, um irmão que desenvolveu o mal de Parkinson antes dos 40 anos, também tem chance de desenvolvê-la.

Segundo a Fundação Nacional de Parkinson, pesquisas que foram realizadas nos Estados Unidos, apontou que pessoas que possuem familiares do primeiro grau, como pai e mãe doentes de Parkinson, as aches de desenvolver fica em torno de 1 a 1,5%. 

Quais são os principais sintomas

Como o mal de Parkinson é hereditário somente quando existe algum familiar portador da doença, porém com chances baixas de desenvolvimento.  Mesmo assim é importante é importante observar as alterações no corpo que você provocadas pela a doença que normalmente são:

  • Inclinação do corpo para frente
  • Redução e lentidão dos movimentos
  • Rigidez muscular
  • Tremores
  • Dificuldade para falar
  • Depressão
  • Perda da memória

Como é feito o diagnostico e tratamento

Quando alguém apresenta alguns sintomas da doença é importante leva-la ao médico para que ele possa fazer um diagnostico completo do caso, porém não existe um exame de detecte a doença logo de inicio, o que o neurologista faz é analisar o estado do paciente e para tirar as dúvidas ele pode recomendar os exames neurológico e físico.

Caso a doença seja confirmada  será necessário iniciar o tratamento que é feito a base de medicamentos, esse tratamento não cura a doença, ele tem o objetivo apenas de retardar o avanço dos sintomas. Além dos medicamentos o médico indicar também sessões de fisioterapia para ajudar no fortalecimento dos músculos do paciente.

Porém, quando os medicamentos não possuem mais efeito no paciente ele deverá passar por uma cirugira para estimular o cérebro, ela só realizada em último caso, pois o médico implementa estimuladores no cérebro do paciente.

LEIA: Como retardar o mal de Parkinson

Conclusão

Como você percebeu o mal de Parkinson é hereditário entre partes, pois existe a possibilidade do desenvolvimento da doença caso alguém da sua família seja portadora de Parkinson.

 

 

 

Mal de Parkinson é hereditário?

SOS Parkinson – Quando uma pessoa vai envelhecendo, é completamente normal que ocorra com o tempo a morte gradativa das células nervosas que produzem dopamina. A diferença dessa pessoa para aquela que tem Mal de Parkinson (Doença de Parkinson) é que a esta perde tais células nervosas em ritmo acelerado. Infelizmente, ainda não foi descoberto o motivo da morte repentina nos casos de Parkinson.

  • Yum