Início Doença de Parkinson Cirurgia do Parkinson - Saiba Mais

Cirurgia do Parkinson – Saiba Mais

- Patrocinito -Cirurgia do Parkinson - Saiba Mais

Atualmente, estudos e pesquisas possibilitaram evoluções nas formas de tratamento da doença de Parkinson, de modo a retardar a evolução natural da mesma. Isso garante uma certa estabilidade e maior controle da condição, promovendo o bem estar e a qualidade de vida dos pacientes.

Dentre as abordagens terapêuticas modernas, estão os procedimentos cirúrgicos. É comum ouvir por aí que a cirurgia do Parkinson pode curar a doença, mas isso não é verdade. A doença de Parkinson ainda não tem cura, nem mesmo com a ajuda das melhores opções de tratamento.

Neste artigo, vamos abordar as principais características da cirurgia de Parkinson, assim como seus prós e contras, e quando é indicada. Acompanhe.

Estimulação Cerebral Profunda – Conheça a Cirurgia do Parkinson

A cirurgia de DBS (deep brain stimulation, que em português significa estimulação cerebral profunda) tem o objetivo de tratar diversos sintomas neurológicos debilitantes da doença de Parkinson, geralmente relacionados à problemas motores como tremores, rigidez, lentidão dos movimentos e dificuldade de locomoção.

Este procedimento faz o implante cirúrgico de um dispositivo médico operado por bateria, chamado gerador de pulso implantável (IPG). Este eletrodo se parece com um marca-passo cardíaco e é tem dimensões similares às de um cronômetro. Ele atua enviando estimulação elétrica a determinadas áreas do cérebro que controlam os movimentos, interrompendo os sinais nervosos responsáveis pelos sintomas do Parkinson.

Esta é uma cirurgia de baixo risco capaz de elevar significativamente a qualidade de vida do paciente durante anos, embora não seja capaz de curar a doença. Normalmente, é realizada para tratar o tremor essencial e a distonia, através do controle de seus sintomas.

Entretanto, nem todos os pacientes possuem indicação para realizar a cirurgia do Parkinson. Este procedimento costuma ser recomendado somente nos casos em que os medicamentos não são eficazes no controle dos sintomas.

Quando a Cirurgia do Parkinson é Indicada?

Aproximadamente 10 a 15% dos pacientes da doença de Parkinson realizam a cirurgia. Para isso, é necessário passar por uma série de exames e questionários, na qual deve ser informada a idade, ausência de demência, mínimo de 5 anos com o diagnóstico da doença, nível de incômodo dos sintomas, etc.

Há um teste chamado “Desafio do Prolopa” que é aconselhado para descobrir se os pacientes realmente precisam passar pela cirurgia. Ele consiste em aplicações escaladas de UPDRS, com o objetivo de quantificar os sintomas do Parkinson.

Além disso, há outras condições que influenciam na indicação da cirurgia de estimulação cerebral profunda, por exemplo:

  • Complicações resultantes do tratamento;
  • Discinesia de pico de dose;
  • Distonia do vale;
  • Redução da eficácia dos medicamentos, que pode ocorrer de várias formas, como quando apresentam muitos efeitos colaterais, ou nos casos em que a dose tolerada pelo paciente não é suficiente para controlar os sintomas da doença.

Quando é o Momento Ideal para Realizar a Cirurgia do Parkinson?

Caso o paciente receba indicação para realizar a cirurgia do Parkinson, ele precisa atentar-se ao que os especialistas chamam de “janela de oportunidade”, que é o momento mais adequado para agendar a cirurgia.

Para isso, é necessário que os sintomas típicos da condição estejam presentes por no mínimo 5 anos na vida dos pacientes. Além disso, há outras situações que contraindicam a realização da cirurgia, como:

  • Os medicamentos não são mais eficazes no tratamento dos sintomas;
  • Os sintomas de comprometimento cognitivo, distúrbios de marcha ou equilíbrio tornaram-se debilitantes;
  • Os sintomas motores e globais do Parkinson estão em estado grave.

Portanto, o momento ideal para realizar a cirurgia também inclui alguns requisitos, que podem incluir:

  • Ter sintomas motores não tratados, como tremores e rigidez algumas horas por dia;
  • Apresentar efeitos colaterais das medicações há pelo menos 4 meses (como confusão mental, alucinação ou hipotensão ortostática);
  • O efeito dos remédios demora muito para funcionar, perde efeito entre as doses ou requer doses maiores e mais frequentes para obter o efeito esperado;
  • Ter sintomas da doença há pelo menos cinco anos (para ter certeza de que esses sintomas são mesmo do Parkinson, e não de outras enfermidades).
  • Yum
Compartilhar
SOS Parkinsonhttps://sosparkinson.com.br/
SOS Parkinson - Quando uma pessoa vai envelhecendo, é completamente normal que ocorra com o tempo a morte gradativa das células nervosas que produzem dopamina. A diferença dessa pessoa para aquela que tem Mal de Parkinson (Doença de Parkinson) é que a esta perde tais células nervosas em ritmo acelerado. Infelizmente, ainda não foi descoberto o motivo da morte repentina nos casos de Parkinson.

Fique Conectado

16,985FãsCurtir
2,111SeguidoresSeguir

Mais Lido

Especialista em Parkinson SP – Encontrando o Doutor Certo

Gerenciar a Doença de Parkinson pode ser um desafio e na maioria das vezes é. Porém, Encontrar um médico que seja bem versátil em DP
- Patrocinito -Cirurgia do Parkinson - Saiba Mais

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES – Orientações aos Profissionais

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES - Orientações aos Profissionais: O exame de Eletroneuromiografia ENMG Vitória ES é um método de diagnóstico para exame neurofisiológico usado na avaliação diagnóstica e prognostica das doenças doas nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além dos músculos e junção neuromuscular.

Tratamento Mal de Parkinson – Ibirapuera | SP

Precisa de Tratamento Especalizado para Mal de Parkinson no Bairro do Ibirapuera: A doença de Parkinson (ou mal de Parkinson) é uma doença neurológica, crônica e progressiva, especialidade aqui na clínica sos parkinson Ibirapuera.

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson: O ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson vem se tornando uma Ferramenta útil, principalmente na diferenciação desta patologia em relação às síndromes parkinsonianas.

Quem leu, também se interessou por

Especialista em Parkinson SP – Encontrando o Doutor Certo

Gerenciar a Doença de Parkinson pode ser um desafio e na maioria das vezes é. Porém, Encontrar um médico que seja bem versátil em DP

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES – Orientações aos Profissionais

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES - Orientações aos Profissionais: O exame de Eletroneuromiografia ENMG Vitória ES é um método de diagnóstico para exame neurofisiológico usado na avaliação diagnóstica e prognostica das doenças doas nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além dos músculos e junção neuromuscular.

Tratamento Mal de Parkinson – Ibirapuera | SP

Precisa de Tratamento Especalizado para Mal de Parkinson no Bairro do Ibirapuera: A doença de Parkinson (ou mal de Parkinson) é uma doença neurológica, crônica e progressiva, especialidade aqui na clínica sos parkinson Ibirapuera.

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson: O ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson vem se tornando uma Ferramenta útil, principalmente na diferenciação desta patologia em relação às síndromes parkinsonianas.

Dor de Cabeça no Idoso – O que Pode Ser? Devo me Preocupar?

Dor de Cabeça no Idoso - O que Pode Ser? Devo me Preocupar? A dor de cabeça é um sintoma preocupante em qualquer idade. Em idades mais avançadas, no entanto, deve ser sempre encarada com seriedade pelo médico responsável. A apresentação clínica da dor de cabeça no idoso (com mais de 65 anos) pode estar relacionada a uma ampla gama de condições, desde arterite e acidente vascular cerebral até doenças neoplásicas e glaucoma.
- Patrocinito -Cirurgia do Parkinson - Saiba Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

  • Yum
Compartilhar