Início Doença de Parkinson Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

- Patrocinito -Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson:  Atividades garantem mais qualidade de vida ao paciente. Normalmente quando falamos de Doença de Parkinson ou no Mal de Parkinson, é muito comum vir em mente, a imagem de vários tremores e as mãos inquietas.

Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

Normalmente quando falamos de Doença de Parkinson ou no Mal de Parkinson, é muito comum vir em mente, a imagem de vários tremores e as mãos inquietas.

Um dos principais ícones da doença é de fato os tremores. Pois é um dos principais estigmas da doença de Parkinson. Doença esta que até hoje está sem Cura e que afeta milhões de pessoas no mundo.

Mas quem tem mal de Parkinson sofre de uma série de Sintomas além dos Tremores, tais como podemos citar alguns:

  • Rigidez Muscular,
  • Lentidão,
  • Desequilíbrio,
  • Alterações no Sono
  • Síndromes do Sono e até na
    • Alterações na Voz.

Mas, um acompanhamento Profissional Correto, bem realizado e provindo de bons hábitos, o paciente pode conviver  de forma mais harmoniosa e melhor com a doença. Hábitos como fazer

  • Atividade Física Direcionada,
  • Cantar,
  • Ler Livros
    • Ler Revistas
      Ler Gibis e
  • Ver Filmes,
  • por exemplo,

ajudam a frear e a retardar os sintomas comuns e trazem mais qualidade de vida em geral.

Basicamente, atividades físicas e intelectuais são essenciais nessa jornada, como Destaca o Especialista Médico Neurocirurgião Dr Victor Barboza que atua na Clínica Neurológica SP.

Progressão e os Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

São atividades que não vão modificar a doença, mas vão amenizar os sintomas.

O paciente deve lutar contra a evolução do Parkinson mantendo bons hábitos e criando outros novos”, afirma o Neurocirurgião SP.

A Musculação, por exemplo, pode até vir a substituir a fisioterapia de marcha e equilíbrio, muito recomendada aos pacientes.

“Precisa ser uma musculação direcionada, específica para o paciente, que tem rigidez muscular, que é mais lento.

É preciso acompanhamento de um profissional que conheça a doença”, explica médico Neurocirurgião.

Manter a mente ativa é outra regra importante.

Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

“Ler, cantar, pintar, escrever e fazer outras atividades intelectuais é algo fundamental.

A progressão do Parkinson prejudica o raciocínio do paciente, além de afetar na parte emocional dele.

Muitos chegam a Sofrer com a Depressão, e essas atividades socializam, trazem bem-estar”, cita o neurocirurgião.

Sem Prevenção da Doença

Com a tecnologia inovando cada dia mais e mais. É sabido também que a população está em fase de envelhecimento, temos hoje muito mais idosos do que antigamente. Sendo assim tem surgido mais casos da doença de Parkinson / mal de Parkinson em pessoas acima de 60 (sessenta) anos de idade.

E não há uma forma ou possibilidade de prevenção à Doença.

Por isso, os médicos trabalham para minimizar os sintomas que tanto abalam o cotidiano do paciente.

“Há muitas opções terapêuticas que tornam a doença menos incapacitante. O tratamento clínico bem feito, com as drogas certas, mais o acompanhamento multidisciplinar vão garantir essa qualidade de vida do paciente”, destaca o Neurologista em SP.

Até a mesmo a alimentação diária, pois bem a dieta certa evita maiores Desgastes.

Dieta para quem Tem a Doença de Parkinson ou Mal de Parkinson por Neurologista Dr Willian Rezende

“O paciente de Parkinson tem um sistema digestivo mais lento. Por isso, muitas vezes, precisa de suplementação vitamínica e de adequar a dieta, os tipos de alimentos, com a hora da medicação, por exemplo”, diz o especialista Neurologista em Doença de Parkinson.

  • Fazer Musculação
    • A Atividade trabalha a musculatura essencial para o paciente, garantindo equilíbrio e postura e prevenindo quedas.
  • Caminhar
    • Feita diariamente, a caminhada ajuda a amenizar dores e trabalha o equilíbrio do paciente.
  • Cantar
    • Ajuda na parte vocal, tão afetada no paciente, além do benefício emocional.
  • Tocar um Instrumento Musical
    • É bom porque exercita a coordenação motora do paciente e relaxa.
  • Ler, Escrever
    • Manter a atividade intelectual é fundamental para treinar o raciocínio e melhorar o humor.

Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson

Dia 11/04,

Saiba mais sobre a Doença de Parkinson

  • Sintomas
    • É uma doença neurológica, que afeta os movimentos da pessoa. Causa tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular, desequilíbrio além de alterações na fala e na escrita.
  • Intelecto
  • Quem afeta
    • Sem forma de prevenção, a doença pode afetar qualquer pessoa, independentemente de sexo, raça, cor ou classe social. A grande maioria tem os primeiros sintomas geralmente a partir dos 50 anos de idade. Mas pode também acontecer nas idades mais jovens, embora os casos sejam mais raros
  • Tratamento
  • Opções
    • Há drogas cada vez mais acessíveis aos pacientes, as principais delas estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Cirurgia:
    • Entre as mais eficientes está a que faz estimulação cerebral profunda capaz de reduzir os principais sintomas que afetam a qualidade de vida do paciente
  • Multidisciplinar
    • Um Tratamento de sucesso envolve diversos profissionais desde:
      • Neurologista,
      • Fonoaudiólogo,
      • Fisioterapeuta,
      • Terapeuta Ocupacional,
      • Nutricionista,
      • Psicólogo,
      • Educador Físico

Fonte: Associação Brasil Parkinson

  • Yum
Compartilhar
SOS Parkinsonhttps://sosparkinson.com.br/
SOS Parkinson - Quando uma pessoa vai envelhecendo, é completamente normal que ocorra com o tempo a morte gradativa das células nervosas que produzem dopamina. A diferença dessa pessoa para aquela que tem Mal de Parkinson (Doença de Parkinson) é que a esta perde tais células nervosas em ritmo acelerado. Infelizmente, ainda não foi descoberto o motivo da morte repentina nos casos de Parkinson.

Fique Conectado

16,985FãsCurtir
2,111SeguidoresSeguir

Mais Lido

Especialista em Parkinson SP – Encontrando o Doutor Certo

Gerenciar a Doença de Parkinson pode ser um desafio e na maioria das vezes é. Porém, Encontrar um médico que seja bem versátil em DP
- Patrocinito -Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES – Orientações aos Profissionais

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES - Orientações aos Profissionais: O exame de Eletroneuromiografia ENMG Vitória ES é um método de diagnóstico para exame neurofisiológico usado na avaliação diagnóstica e prognostica das doenças doas nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além dos músculos e junção neuromuscular.

Tratamento Mal de Parkinson – Ibirapuera | SP

Precisa de Tratamento Especalizado para Mal de Parkinson no Bairro do Ibirapuera: A doença de Parkinson (ou mal de Parkinson) é uma doença neurológica, crônica e progressiva, especialidade aqui na clínica sos parkinson Ibirapuera.

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson: O ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson vem se tornando uma Ferramenta útil, principalmente na diferenciação desta patologia em relação às síndromes parkinsonianas.

Quem leu, também se interessou por

Especialista em Parkinson SP – Encontrando o Doutor Certo

Gerenciar a Doença de Parkinson pode ser um desafio e na maioria das vezes é. Porém, Encontrar um médico que seja bem versátil em DP

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES – Orientações aos Profissionais

Eletroneuromiografia (ENMG) Vitória ES - Orientações aos Profissionais: O exame de Eletroneuromiografia ENMG Vitória ES é um método de diagnóstico para exame neurofisiológico usado na avaliação diagnóstica e prognostica das doenças doas nervos periféricos, plexos, raízes, neurônios motores espinhais, além dos músculos e junção neuromuscular.

Tratamento Mal de Parkinson – Ibirapuera | SP

Precisa de Tratamento Especalizado para Mal de Parkinson no Bairro do Ibirapuera: A doença de Parkinson (ou mal de Parkinson) é uma doença neurológica, crônica e progressiva, especialidade aqui na clínica sos parkinson Ibirapuera.

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson

Ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson: O ultrassom Transcraniano no Diagnóstico de Parkinson vem se tornando uma Ferramenta útil, principalmente na diferenciação desta patologia em relação às síndromes parkinsonianas.

Dor de Cabeça no Idoso – O que Pode Ser? Devo me Preocupar?

Dor de Cabeça no Idoso - O que Pode Ser? Devo me Preocupar? A dor de cabeça é um sintoma preocupante em qualquer idade. Em idades mais avançadas, no entanto, deve ser sempre encarada com seriedade pelo médico responsável. A apresentação clínica da dor de cabeça no idoso (com mais de 65 anos) pode estar relacionada a uma ampla gama de condições, desde arterite e acidente vascular cerebral até doenças neoplásicas e glaucoma.
- Patrocinito -Hábitos Ajudam a Quem tem o Doença de Parkinson

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

  • Yum
Compartilhar